Sexta-feira, 29 de Agosto de 2008

Anedotas: A prenda

Um estudante que se encontrava em Paris a fazer uma pós-graduação, ao aproximar-se o dia de aniversário da sua noiva, resolveu dar-lhe uma prenda. Foi a uma casa de modas e comprou-lhe umas luvas, de côr castanho escuro. A empregada, depois de as ter embrulhado, enganou-se nas caixas devido ao grande movimento do estabelecimento e entregou-lhe uma outra caixa, contendo umas cuecas de senhora. Sem a mínima suspeita do engano, o estudante envia o embrulho à sua noiva, acompanhado da seguinte carta: Minha Querida Isabel, “Sabendo que fazias anos hoje, quis presentear-te fazendo-te uma surpresa, pois suponho que a prenda que te envio não seja muito do teu agrado porque não tens muito costume de usá-las. Pelo menos desde que ando contigo sempre te vi sem elas. No entanto, desde já te digo que é o que mais tenho visto em Paris. Muito gostaria que as recebesses ao pé de mim para admirar como te devem ficar bem, e ao mesmo tempo ajudar-te a calça-las. Fiquei na dúvida quanto à cor mas a empregada disse-me serem as mais convenientes, em virtude de não se conhecerem as manchas. Ela mesmo experimentou à minha frente e com franqueza, ficavam-lhe mesmo bem. São um bocadinho largas na parte de cima, pois assim a mão entra melhor e os dedos mexem mais à vontade. Quando as usares, deves por um pouco de pó talco para a mão escorregar melhor e, quando as tirares, deves virá-las do avesso para perderem o mau cheiro. “ Saudações do teu noivo,

Romeu

publicado por Odracir às 18:30
link do post | comentar | favorito

.pesquisar

.arquivos

. Abril 2016

. Julho 2014

. Agosto 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Agosto 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. todas as tags

.links